-----
 

 

 
 
 
 
 
 

 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DEIXA ASSIM, AMOR..
Sandra Lúcia Ceccon Perazzo
 
 
Deixa assim,
Deixa assim, amor...
Deixa assim como está,
Não diga nada, não faça nada,
Não dá mais para esperar,
Apenas venha me amar;
 
Beija os meus olhos, escuta o que imploram,
Enxerga os sonhos que me restam,
Penetra em meus sentidos,
Perceba o que me fere,
Pousa em meu corpo,
É hora de viver;
 
Sobra-me o amor,
Sou pronta entrega,
Toque em meus mistérios,
Seja indecifrável,
Veja se me intriga,
Deixa o resto para depois;
 
Cega os meus pensamentos,
Acenda os meus desejos,
Deixa o tudo mais pendente,
Cala esta minha boca ardente;
 
Deixa assim amor, vem ser dois, 
Não dá para reter, é inadiável,
 
Deixa o resto para depois...
 
(Sperazzo 25/09/2010)
 
 
 
PARA QUE MUDAR, AMOR
José Ernesto Ferrarresso
 
Vamos deixar para lá, amor,
não podemos mudar,
não é hora ainda, 
não posso desesperar,
isso vai passar,
e vou poder te cortejar;
 
Sintas-me,
percebas que existo,
dê-me outra oportunidade,
tocas-me no rosto,
sintas meus afagos,
que tu existes; 
 
Espalhes teus carinhos,
olhas em meus olhos,
sintas que te quero,
desejo e te imploro,
não sejas irredutível,
de-me uma chance;
 
Descubras meu corpo,
entras no meu ser,
encontres um caminho,
deixes que eu te sinta,
que te toques
e te beijes ardentemente;
 
Vamos poder amar intensamente,
vem me completar,
não me recuses
nem me evites
e aprendas me desejar,
hoje e sempre.
 
Serra Negra/SP
19/06/11
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

</HTML