Uma Valsa ... Uma Poesia
 
José  Ernesto Ferraresso
 
Ao som inebriante
De uma valsa vienense,
O nosso amor  é  selado,
Por beijos acalorados.
 
Ouve-se uma melodia suave,
Que não sei  de onde vem,
Encanta  nosso encontro, 
Deixa-nos extasiados.
 
É uma valsa ou poesia?
Seus acordes tão suaves,
Dominam estes momentos,
Embalam uma  noite fria.
 
Apenas nós dois a dançar
Ao som da melodia,
Que entra em nossos ouvidos ,
E faz deste instante magia. 
 
Serra Negra/SP
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
*******
Crediti
Creazione  e formattazione: AnnaDC
Tube : PSP Devil
art by Cindy Grundsten
************
 
 
 
VOLTAR
 
 
 
 
 
 


 
Aspetta, grazie!!!
***Stationery by AnnaDC***