Sou
Luiza De Marillac Bessa Luna Michel

 

Sou o vento recolhido em flores tantas
Lua fascinada pelo Sol arrebatado
Inconsciência da paixão adormecida...

Sou o consumo dos dias fatais
Enganados por um fio de ilusão
Determinado em algodão doce...

Sou rastro de felicidade pouca
Acenando desassossego vasto
Terras abandonadas louco cio...

Sou o repente do vestígio frio
Olhos lacrimejantes à espera
Da redução duma longa dor...


Site da Autora

 

 

Formatado por Lucia Trigueiro