.

 
 

 
 
 
 
 
 

 
 
 
Tenho de Aceitar Sua Idade
 
José Ernesto Ferraresso
 
Posso  tocá-la
sentir sua pele macia,
judiada pelo tempo
beleza que irradia
como o amanhecer
de cada dia .
 
Gosto de relembrar quando criança
que me afagava e me ninava.
Hoje, estranha sensação
a qual me causa preocupação,
ao me tocar com as mãos.
 
Sou feliz pelos afagos que dei
carinhos e beijos que compartilhei,
alegrias que lhe proporcionei
experiências tristes e alegres
que com ela eu passei e convivi .
 
Graças a Deus, está comigo,
com noventa anos vividos.
Peço a Ele em minhas orações
para ela nunca me deixar,
mas só Ele sabe quanto ainda
irá perdurar.
 
Continua alegre e pensativa
pessoa como outra e  não se julga velha
por motivo da idade, é feliz como mulher,
em seu jeitinho meigo ela transmite
amor e muita bondade.
 
Percebo mudanças pela idade,
momentos que vamos passar,
tristezas e transtornos começam apontar,
e faço o possível de me acostumar.
Queria entrar em seu pensamento,
para pode ajudar, mesmo assim,
tenho que agraciar por ela aqui estar.
 
Serra Negra
03/12/12