José Ernesto
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

JOSÉ ERNESTO
 
Se fosse um Papai Noel,
Esteja certo de uma  verdade.
Poria a trova final  no papel,
Com consideração e fidelidade.
 
O beijo quando é oferecido,
Não tem o gosto do amor .
Roubado e  desapercebido,
Tem muito mais sabor.
 
Aquele que acredita em ilusão,
Também  no mundo da fantasia.
Procura  viver  bem sua emoção,
Fazendo  seu  mundo de magia.
 
O sol sempre nos incandece,
Com seus raios de calor.
O luar chega  quando anoitece,
Com raios prateados de amor.
 
A vida é feita de altos e baixos,
Nascemos , crescemos  e realizamos.
Acontece  também as decepções,
Que faz  que nós meditamos. 
 
O bem derruba sempre o mal 
Vivemos com eles nesta terra.
O bem  sempre está no final, 
Assim que o mal se encerra.
 
Quando a gente é  feliz,
A vida fica diferente.
Tudo aquilo que condiz,
Muda o modo  da gente . 
 
Nesta vida muito  difícil ,
Todos devemos acreditar.
Que um dia será mais fácil ,
Que tentaremos  aceitar. 
 
É bom  contar história,
Da nossa infância passada;
Permanece na memória,
Tristezas e vida desregrada.
 
Morte: apenas uma viagem,
Que um dia  iremos fazer,
É apenas uma passagem,
Que a ciência veio trazer.
 
Quando ouvimos algo de bom,
Devemos sempre acatar.
Toda palavra em seu som,
Quando  polidas no seu falar.
 
Vejo um pássaro no ar,
Contemplo o firmamento;
Quando ela  começa a voar,
Elevo o meu pensamento.
 
Olho pra você com amor,
E com bastante afeição.
Peço a você  por favor,
Pouco de sua  atenção.
 
Na vida poder chorar,
De tristeza ou alegria.
Temos de se conformar ,
O passamos no dia-a dia.
 
Quando estamos com sede,
Bebemos água da fonte.
Se esta sede for de amor,
Ofertamos sempre uma flor.
 
Na primavera tudo são flores,
No inverno céu  nublado.
Na primavera temos odores ,
No inverno frio inacabado.
 
Se  um dia nesta vida,
Com a sorte encontrar.
Lembre-se que nesta lida,
Temos muito que trabalhar.
 
A sorte é um mistério,
Qualquer  um pode  ter.
Às vezes  é  caso sério,
Aparece em  qualquer ser.
 
Pobreza não é um defeito,
Ser  pobre de espírito é ruim .
Humildade  não é preconceito,
Pobre tem  virtude pra mim.
 
O ódio sempre traz a desgraça,
Não convivamos  com esse mal.
Senão a vida não terá graça,
E para nós tudo será igual .
 
Os teus olhos me fascinam,
Gosto de vê-los me olhar.
Eles também me ensinam,
O modo de como te amar.
 
Nestas  linhas eu relato,
Aquilo  que sai de mim.
Minha vida é um retrato,
Sem começo, meio e fim .
 
Promessa sentido de  dívida,
Quem promete deve cumprir;
 Não há ninguém nesta  vida,
Que possa  dela  desistir . 
 
Rosas brancas são  paz,
As vermelhas a dedicação,
Tudo o que um amor faz,
É  preencher um coração.
 
Olhe a vida com carinho,
Que ela será mais linda.
Faça dela o seu ninho,
Pemaneces nela  ainda.
 
Quem não tem ilusão.
Não vive intensamente.
Ela conforta o coração,
De quem ama eternamente. 
 
Quando diz uma mentira,
Não devemos  aceitar.
nessa vida temos a  ira,
E  não devemos acatar.
 
Você me deu a esperança,
E vejo o tempo chegar.
Hoje vejo a bonança ,
Depressa  se aproximar.
 
Quando uma lágima cair,
Pense em outro momento.
Você há  de conseguir,
Sem necessitar de lamento.
 
Para que lhe  esquecer,
Minha adorada rainha. 
Seus olhos eu  quero ver,
E você será só minha.
 
Escrever neste dia triste,
Nos deixa muito atencioso.
Nossa saudade ainda existe,
Relembra momento saudoso.
 
Não devemos julgar ninguém 
Para não sermos julgados.
A  nossa atitude convém,
Analisar se estamos enganados.
 
Quem ama de verdade,
Não importa o que passar
É  a  grande  realidade,
Desse nosso caminhar. 
 
Todos sonhamos um dia
Encontrar um grande amor...
Mas até  nessa vida vazia
Vivemos também o desamor.
 
Para dizer-lhe que a amo
Dou-lhe sempre um presente,
Apenas é um simples ramo
Para nunca ficar ausente.
 
Em uma noite de luar
Vi uma pessoa interessante,
Que fez parte  do meu amar
Hoje, sempre em todo instante.
 
Meu amigo que feliz estou!
Responder os seus versos,
As maravilhas que restou
Destes momentos diversos
 
Se alguém não tem sucesso
É porque não se esforça,
Todos temos o progresso
 Sempre por nossa força 
 
Lua dos  meus amores 
Rainha mestra do luar,
Incentivo dos escritores
Razão do meu poetar.
 
Chorar faz parte da vida
Na saudade e na tristeza.
Não só dissabores nesta lida
Também  alegrias e beleza...
 
Chorar para a alma é bom
Descarrega nossas tristeza,
Cada choro tem um som
Que nos marca com certeza.
 
Há pessoas que gostamos
Outras não temos afeição,
Todos  momentos estamos
À procura de  nova relação.
 
Uma flor eu te ofereço
Em prova do meu amor,
Na vida tudo tem seu preço
E sempre dar seu valor.
 
Quero fazer um pedido
Para realizar um sonho,
Nem tudo pode ser permitido
Por isso vivo  tristonho.
 
O ser humano que erra
Não sabe reconhecer,
Que seu erro  se encerra
Quando a justiça ocorrer.
 
Essa tristeza que cala
No meu peito agora,
São dores de quem fala
Não sabem fazer a hora...
 
O poeta é um transmissor
De verso e rimas emotivos ,
Também é um professor
De  versos produtivos.
 
Neste  sofrimento de dor
Tem algo que  acontece,
Mas as  mãos  do Senhor
È dádiva que  nos enobrece.
 
 Encontrar como sucesso
É desejo do ser humano,
Negar isto para alguém
É  um  ato desumano.
 
No decorrer desta vida
Grandes  tristezas encontrei,
Trabalhando nesta lida
 Muitas misérias deparei.
 
Deixar de ser caridoso
Não é gesto  humano,
Aquele que é orgulhoso
Torna-se  desumano.
 
No seu colo adormeci
Fiz  um sono profundo,
No momento que te vi
Amei-a  neste mundo. 
 
As  maltrapilhas e pobres
Devem de  ser auxiliadas,
Isto é um gesto nobre
Elas querem ser amadas ...
 
Nessa vida a tristeza
É bastante acentuada,
E  a  nossa pobreza
Muito bem demonstrada. 
 
Pensei em você ao acordar
  Não estavas ao meu lado,
Comecei a me perguntar
Que será que fiz de errado?
 
Eu nasci só para servir,
A vida foi me oferecida.
Tenho eu  que conferir,
Essa  dádiva merecida.
 
Sofremos sem reclamar
Neste mundo de ilusão,
Na vida isso irá parar
Aprendendo dizer Não.
 
Comes do  que tens
Sem reclamar de nada,
Falta-nos muitos  vinténs
Nessa  vida desregrada. 
 
Foi na beira da estrada
Que avistei uma flor,
Foi nessa caminhada
Que encontrei meu amor .
 
 A nossa grande sina
 Viver com  preocupação,
Deus  nos ensina 
Oferece-nos a solução
 
Traga algo  neste local
 Deixe aqui a  saudade,
Não existe  nada igual
Que demonstre verdade.
 
Por você fiquei triste
 Lágrimas derramei,
A mágoa ainda existe
Dos momentos que te amei.
 
Sou mendigo e sou feliz
Tenho muito a oferecer,
Problemas que não me diz
Como posso resolver.
 
Lembrar da mocidade
  Momento de satisfação,
Para isso não tem idade
E nos  traz muita emoção.
 
A primavera acontece
Setembro é mês das flores,
Neste mês tudo floresce
Apresentando os amores .
 
Pessoa de bom coração,
 É critura criada  por Deus,
Recebe sempre a lição
Bençãos e olhares  Teus.
 
Quanto mais o tempo passa
Mais preocupado fico eu,
Vivo  no  mundo de massa
Que o Criador concebeu. 
 
Na falta do pão
Não se  pode trabalhar,
 Esse alimento cristão
Na mesa, não pode faltar.
 
Criança de rosto angelical
Sem malícias,  má intenção.
Na  rua encontra o mal
Das pessoas sem coração.
 
Ao falarmos em companhia
Fizemos juras de amor,
Na minha vida vazia
Encontrei seu desamor.
 
No mundo vivo pensando
Nos dias que vão embora
Não posso nem mando
Nem quero que chegue a hora.
 
Parabéns meu amigão
Suas trovas tem carinho
Seus trabalhos tem afeição
Guardarei no meu caderninho 
 
Ao enontar-te bailando
Tive o prazer de admirar
Seu bailado  foi marcando
 Seu jeito  meigo de dançar .
 
Vejo na minha vida
Amigos que vem e  vão
São amigos  desta lida,
Amigos de coração
 
Se para uns  sou inútil,
Para muitos valho demais, 
Procuro ser sempre útil
Inútil quero ser jamais.
 
Tudo são lembranças
Que me deixa saudade,
De quando se é  criança
E temos pouca  idade
 
Alegres dias passei
Nesta vida de jovem,
Hoje que eu sei
Que é dificíl ser Homem.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 



__________